Arquitetura da informação: o que é e como é feita?

Redacción 5m de leitura

Qual é a base de qualquer produto digital, seja um site ou um aplicativo? O conteúdo. E esse conteúdo, especialmente em um produto digital, deve ser criado de forma consistente e organizada, adequado ao seu contexto e aos usuários aos quais se destina. Isso é o que chamamos de arquitetura da informação de um recurso digital. Três aspectos convergem: o contexto, os usuários aos quais se destina e o próprio conteúdo.

O que é arquitetura da informação?

O conceito de arquitetura da informação foi definido por Peter Morville e Louis Rosenfeld em 1998 no livro Information Architecture for the World Wide Web:

[A arquitetura da informação]

… ajuda nossos usuários a entenderem onde estão, o que encontraram, o que podem esperar e o que está ao redor. Ajudamos nossos clientes a entenderem o que é possível.

 

Portanto, arquitetura da informação não é apenas o mapa do site (uma lista de todas as páginas que compõem o site) e também não se limita à navegação, que apenas orienta o usuário por meio de links para todas as partes do site ou aplicativo.

Em resumo, a arquitetura da informação é um documento que define a organização e as relações entre todos os elementos

Como pode ver, tudo se resume ao «o quê». 

Vamos ver como definir e organizar a arquitetura da informação.

Definindo a arquitetura da informação

O primeiro e mais básico dos passos se concentra em três áreas: organizar, estruturar e rotular os diferentes elementos.

E tudo isso com foco no usuário. O objetivo deve ser ajudar o usuário a encontrar as informações.

Como fazer isso? Podemos explicar em três etapas:

  • Faça um inventário
  • Agrupe os cartões
  • Defina o mapa

Vamos ver o que cada uma delas envolve.

1. Faça um inventário

Com inventário, estamos nos referindo à necessidade de identificar tudo o que deseja incluir, desde o conteúdo até as funcionalidades que pretende oferecer.

Para isso, é importante, e, claro, necessário, considerar o usuário final. É preciso conhecê-lo e pesquisar o máximo possível sobre o contexto.

Nesse contexto, além de levar em consideração os prazos e o orçamento, você deve pesquisar cuidadosamente outros projetos semelhantes já existentes no mercado, a oferta da concorrência e as necessidades e desejos de seus futuros usuários.

Tudo isso pode ser documentado em um documento ou papel, usando post-its, por exemplo.

2. Agrupe os cartões

Após definir os diferentes elementos, você passará a estabelecer as relações entre eles, a fim de definir a arquitetura das diferentes seções ou menus e como os diferentes elementos serão agrupados nessa estrutura.

A chave está em pensar onde os usuários esperarão encontrar cada um dos elementos em sua navegação, de acordo com seus objetivos.

Uma boa técnica para concluir esta fase é o card sorting.

Já falamos sobre a técnica de card sorting neste blog. Realizar um card sorting com usuários é uma maneira ágil e eficaz de verificar como os próprios usuários organizam os diferentes elementos.

3. Defina o mapa

O terceiro passo é colocar todos os dados anteriores em um mapa. Esse mapa oferecerá uma visão das relações e agrupamentos estabelecidos entre os diferentes conteúdos.

Isso levará a ideias para renomear categorias, vinculá-las, etc.

Como podemos ajudar com a arquitetura da informação

Nossas ferramentas de WAT UX permitem que você realize todos os tipos de testes para melhorar a experiência dos usuários em seu site ou aplicativo.

Podemos ajudar em diferentes aspectos, sempre adaptando-nos às suas necessidades específicas e projetando os testes de acordo com seus objetivos.

Em nossos testes de usabilidade, podemos fazer com que usuários reais naveguem de acordo com suas instruções e usando diferentes recursos para coletar informações.

Nossa ferramenta oferece diversas vantagens:

  • Vídeos e comentários – Sessões não moderadas com gravação de tela, webcam e microfone. Válido para seu site, aplicativo ou plataformas de design como Figma, Invision, Adobe XD…
  • Controle de tarefas – Sistema próprio de rastreamento da web e monitoramento de tarefas com checkpoints de controle de eventos de clique, rolagem ou visualização de página.
  • Usuários reais – Selecionamos pessoas de nossa comunidade WAT que se encaixem nos critérios de segmentação do seu teste.
  • Feedback de qualidade – Sabemos que a qualidade do feedback e dos comentários dos testadores é fundamental para sua análise. Por isso, incentivamos as melhores contribuições.
  • Tarefas complexas – Nossos testadores podem realizar tarefas complexas, como fluxos de contratação, onboarding, tarefas na área do cliente, etc.
  • Amostras amplas – Testes de usabilidade controlados, onde analisamos o tempo gasto em cada tarefa, as taxas de sucesso e outros KPIs quantitativos.
  • Card sorting – Teste específico que o ajudará a categorizar o conteúdo de seu site ou aplicativo, podendo ser aberto, fechado ou híbrido.
  • Teste de árvore. Descubra se seus usuários encontram o que procuram em seu site e compare-o com a arquitetura da informação de seus concorrentes.

Tem alguma dúvida sobre arquitetura da informação e como encontrar a melhor abordagem para o seu caso? Entre em contato com nossos especialistas para que eles possam explicar como podemos ajudar.

Data de atualização 27 noviembre, 2023

Entre em contato com os nossos especialistas e descubra como levar a sua pesquisa mais longe.

Contatar